Novos desafios para 2016

Os Estudantes Pela Liberdade começaram a se organizar no estado no segundo semestre de 2014. De lá para cá, o trabalho de formação de lideranças, iniciado com apenas quatro coordenadores, expandiu-se exponencialmente e em 2016 começamos o ano com 60 (sessenta) coordenadores, após um processo seletivo em que tivemos quase 100 (cem) inscritos.

estamoscrescendo - Novos desafios para 2016

As razões para o nosso crescimento (e aqui insiro o EPL em todo o Brasil) são várias, além do trabalho de gestão realizado. Destaco as seguintes:

– o trabalho promovido há muitos anos por think thanks, como o Instituto Ling, o Instituto de Estudos Empresariais, o Instituto Liberal e o Instituto Liberdade, gerou um “efeito guarda-chuva”, criando novos think thanks, como o Instituto Mercado Popular, o Instituto de Formação de Líderes, o Instituto Líderes do Amanhã e o próprio Estudantes Pela Liberdade;

– muitos profissionais estão empreendendo e se transformado em ícones para as novas gerações, como Flávio Augusto, o que colabora para o início do fim da “geração concurso público”;

– a crise econômica e o conturbado momento político do país, intensificado em 2013 e catalisado a partir do processo eleitoral de 2014, criou uma demanda por novas ideias, haja vista o iminente fracasso das ideias intervencionistas.

Tudo isso vem sendo fortalecido com as redes sociais.

No Espírito Santo foram criados ao longo de 2014 e 2015 grupos de estudos em Vitória, Colatina, Guarapari e Cachoeiro. Com os novos coordenadores, pretendemos continuar expandindo, sendo o desafio no primeiro semestre criarmos novos grupos de estudos, ao menos em Cariacica e em São Mateus.

Com o passar do tempo, a gestão tem se tornado mais profissional, e novos trabalhos e projetos estão surgindo para o estado (e que serão anunciados aqui em breve).

Dessa forma, as novas atividades ganham cada vez mais corpo, formando jovens lideranças em busca de um país mais livre e próspero.

diretoriaEPLES - Novos desafios para 2016

Relacionados

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *