GDM Entrevista Breno Paneto: “Estimulamos e capacitamos nossos membros para que se tornem líderes de destaque”. Conheça a LUD Ufes!

Ludufes debate - GDM Entrevista Breno Paneto: “Estimulamos e capacitamos nossos membros para que se tornem líderes de destaque”. Conheça a LUD Ufes!

O estudante capixaba, Breno Panetto, 19, é coordenador local do EPL desde o segundo semestre de 2014, sendo atualmente Vice-coordenador estadual de projetos do EPL no Espírito Santo. Ele cursa Direito da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e é um dos fundadores da Liga Universitária de Direito da Ufes (Ludufes). De acordo com Panetto, “a Ludufes é uma organização voluntária, formada por estudantes ávidos por uma mudança de status quo no curso. Assim, buscamos aproximar pessoas, capacitar líderes e formar estudantes compromissados com os valores da ética e da justiça em sua atuação profissional como operadores do Direito. Por meio de parcerias e atividades em conjunto, tenho plena convicção que vamos impactar a sociedade capixaba com bons projetos”. Na entrevista abaixo você pode conhecer mais sobre o projeto e como ele tem ajudado a propagar a liberdade na Academia,

Grupo Domingos Martins – Gabriel Xibli – Quando foi criada a Ludufes?

Breno Panetto – A Liga Universitária de Direito UFES de Prática Jurídica, Ludufes, foi criada em fevereiro de 2015, sob a exegese do Programa de Incubação de Ligas da Fundação Estudar.

GDM – Com que finalidade?

BP – Nós estudantes de Direito da Ufes sentíamos uma enorme falta de prática jurídica no curso. Havia apenas bons professores em sala de aula, lecionando conteúdos majoritariamente acadêmicos e muitas vezes descomprometidos em inserir o estudante no universo do operador do Direito. Diante dessa realidade, ao tomarmos ciência do Programa da Fundação Estudar, juntamos um grupo denominado “equipe fundadora” (Elisa Labanca, Igor Nelo, Mayara Jadjescki e eu) e criamos o projeto. Nosso foco é proporcionar ao estudante oportunidades de aprendizado profissional, mostrando a ele as várias oportunidades de atuação que um profissional do Direito pode ter. Nesse sentido, estimulando e capacitando nossos membros para se tornarem líderes de destaque, bem como realizando atividades para que tenham contato com a prática, acreditamos que é possível alinhar as boas ideias aprendidas na academia em boas práticas necessárias para a realização da justiça

GDM – Há similaridade entre os valores da Ludufes e do EPL?

BP – Acredito que a grande similaridade está em potencializar lideranças. Proporcionar oportunidades de aprendizado de forma a fazer com que o membro consiga desenvolver cada vez mais suas habilidades, tanto pessoais, como nas relações interpessoais, tais como trabalhar em equipe, propor soluções etc. Neste sentido, ambas organizações atuam de forma bastante semelhante.

GDM – Quais trabalhos vêm sendo desenvolvidos pela Ludufes?

BP – A Ludufes tem por finalidade proporcionar oportunidades de aprendizado profissional por meio do contato com a Prática Jurídica. Para isso, desenvolvemos vários projetos, os quais denominamos “Grupos de Trabalho”, ou apenas “GTs”. São eles: 1. Júri Simulado; 2. Cineclube Legal; 3. Sinufes e 4. Grupo de Debates.

O Júri Simulado tem por finalidade ensinar aos membros o funcionamento do Tribunal do Juri, e cada estudante tem a oportunidade ser promotor, defensor, juiz e demais cargos necessários ao julgamento; os calouros são os jurados. O cineclube consiste na reflexão sobre temas jurídicos a partir de uma obra do audiovisual, conta sempre a presença de um professor da casa. O Sinufes é a simulação de comitês da ONU e o Grupo de Debates se baseia no modelo de sociedade de debates britânico, desenvolvendo no estudante habilidades de retórica e argumentação. Além desses GTs, a Ludufes realiza periodicamente Visitas Técnicas aos órgãos de justiça, bem como, “rodas de conversa” com profissionais jurídicos, em que o convidado fala cerca de 30min sobre sua carreira, escolhas, saída da faculdade etc., e responde 30 min de perguntas dos presentes, de forma informal e descontraída.

GDM – De que forma os conhecimentos adquiridos no EPL têm influenciado no seu desempenho à frente da Ludufes?

BP – Os valores de meritocracia, responsabilidade individual, o foco em resultados e respeito pelas liberdades individuais têm muito me ajudado a lidar com a grande responsabilidade que tem sido ser o Presidente desta Liga. Tirar um projeto do papel não é uma tarefa fácil. Nesse sentido, estar ciente da minha responsabilidade como indivíduo em ser agente de transformação social, independente de esperar ações estatais para que o mundo mude, tem sido força motriz para me fazer buscar sempre desempenhar um melhor trabalho possível. Outrossim, a crença na voluntariedade me faz perceber a importância da troca de ideias e conhecimento com todos os membros, de forma a sempre dar importância a todos os envolvidos na organização das atividades. Além de todos esses valores filosóficos, acredito que o aprendizado no dia-a-dia para tornar o EPL no ES uma grande organização me proporcionou saber lidar de melhor forma com os outros. Enfim, estar no EPL foi um divisor de águas para mim, podendo eu desenvolver habilidades de lideranças muito proveitosas.

GDM – Quem pode e como fazer para participar?

BP – A Ludufes é um projeto do Direito Ufes, ligado ao Núcleo de Prática Jurídica. Desta forma, para ser membro, é preciso estudar Direito na Ufes. Nós temos processos seletivos semestrais, normalmente no segundo mês do início das aulas (o de 2016/1 será em meados de abril). É possível também estar presente em alguns de nossos projetos, o Cineclube, por exemplo, é aberto a toda comunidade em geral. Postamos sempre informações e divulgação das datas na nossa página (http://facebook.com/ludufes).

“E aí, vamos juntos?”

 

Relacionados

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *