Chineses são obrigados a trocar imagens de Cristo por Xi Jinping

“Medida foi imposta por autoridades de comunidade rural no sul do país para que fieis “não dependam de Jesus, mas sim do Partido Comunista para a ajuda”

Comentário de: Gabriel Spalenza.

Engana-se quem pensa que o Comunismo é coisa do passado. A maior tragédia política, econômica e social continua bem viva no século XXI não apenas na Coréia do Norte, mas também na China. Outro engano é pensar que a China deixou para trás o legado coletivista, totalitário e repressor de Mao. O Partido Comunista Chinês, em medida recente para impor seu caráter ateísta a sua população, proibiu que uma população carente da região de Jiangxi colocassem símbolos cristãos e imagens de Jesus Cristo nas salas principais de suas casas (sendo esta a maior honraria que uma família pode oferecer a qualquer figura religiosa, política ou familiar) exigindo que as famílias colocassem retratos de Xi Jiping nestes locais.

A população da região foi recentemente assolada por doenças e recorreu à fé, o que levou o representante do partido comunista na região, Qi Yan, a chamar os moradores de “ignorantes”. Não é de hoje que os comunistas chineses cerceiam a livre expressão de fé para exaltaram o partido comunista como o salvador da população contra todos os males da vida humana, quando na verdade é o responsável pela manutenção da pobreza de todos aqueles que não são filiados ou simpatizantes do partido. Desde o início do maoísmo nenhuma fé foi poupada da repressão, o legado cultural de mais de 4 mil anos que edificou boa parte das sociedades do extremo oriente, com escolas de pensamento que desde meados de 500 A.C. já discutiam ciência política, comportamento social e limitação ao poder do governo (na época, dos reinos combatentes que precederam o Primeiro Imperador) foram sistematicamente difamadas, marginalizadas e excluídas do convívio em sociedade, deixando os chineses vulneráveis ao avanço do comunismo que causou dezenas de milhões de mortos.

O que vemos hoje é apenas uma versão velada e enfeitada de um mal já antigo e que continua a vitimar pensamentos, idéias e pessoas. Precisamos resgatar o legado cultural de todas as nações que um dia foram vítimas de revoluções e reformismos culturais, não apenas a China

Notícia: http://veja.abril.com.br/mundo/chineses-sao-obrigados-a-trocar-imagens-de-cristo-por-xi-jinping/

 

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *