Caro Centrista

Dear Centrist 300x156 300x156 - Caro Centrista

 

Caro centrista, espero que essa carta te faça bem, embora eu ache que nestes tempos políticos tumultuados, possa não ser o caso. Infelizmente não vislumbro um retorno ao “normal” em nosso futuro imediato, e então eu penso ser importante te alcançar antes que as coisas piorem.

Espero que com certo grau de orgulho você tenha se enxergado como acima da batalha dos “extremistas” do espectro político. Você pode ter pensado isso como um símbolo da sua sensibilidade e espírito livre. Talvez você pense ser um libertário. Como eu simpatizo com essa visão, eu escrevo hoje para informá-lo de que você está equivocado.

A atmosfera política na América, e na verdade em todo o mundo (como você já deve ter notado), tem cedido cada vez mais a elementos políticos extremistas ultimamente. Hoje, há uma guerra contínua em que um lado deve eventualmente destruir o outro em um choque cataclísmico de cosmovisões rivais e incompatíveis. A esquerda e a direita não podem mais compartilhar um sistema de governo ou de território geopolítico sem derramamento de sangue constante e catastrófico.

O prêmio desse conflito é você, caro centrista. Estamos competindo pelo seu apoio tanto em eleições democráticas quanto em um conflito marcial. Assim, enquanto você tem tempo, pensando estar acima da batalha, você está de fato sob ela no momento. Optou por não jogar o jogo, e, no lugar, se tornou no campo. Você é a terra na qual afundamos nossas chuteiras e executamos a privação dos nossos rivais de sua posse. Nós dois procuramos comandar, e no final um de nós, em última análise, vai.

Eu não vou fingir que você tem muita escolha na situação. Vou deixar a traição aos nossos rivais. Eu estou aqui para me equiparar com você.  A verdade é que você exerce pouca ou nenhuma influência sobre quem seus governantes são. O seu voto conta tão pouco que, no devido tempo, vamos simplesmente parar de contá-los completamente. Eu não disse que você não deve votar, apenas que você não deve manter esperanças sobre o impacto que terá.

Em vez disso, gostaria de convidá-lo a escolher ideologicamente um modo que você pode ter algum conceito sobre o que está acontecendo ao seu redor. As chamadas pacificadoras para a inclusão, diversidade, igualdade e justiça que você se acostumou, não são o que o seu televisor tem retratado. Minha maior esperança, por mais que seja, é que os mais recentes “direitos civis” que lutam sobre a autorização dos homens nos banheiros e vestiários femininos tornem isso óbvio para você.

É fácil sentir alguma simpatia pelos negros acima da escravidão e das leis de Jim Crow. Pode-se compreender, até certo ponto, a situação do homossexual numa época em que seus atos sexuais consensuais eram puníveis por lei. Sejam elas verdadeiras ou falsas, as histórias que nos dizem sobre a perseguição judaica certamente provocam horror. Mas minha esperança é que você possa ver o padrão de desenvolvimento, que agora é um crime, de contratar ou promover um branco sobre um negro, funcionários da cidade são presos por seguir as suas constituições estaduais, um candidato presidencial dizendo “America First” é considerado antissemita, e, agora, estamos a acreditar que ele é intolerante simplesmente por reconhecer a diferença entre um homem e uma mulher.

A verdade, meu caro centrista, é que o que lhe foi dito é a voz da moderação e da tolerância não é nada disso. As influências políticas da esquerda são uma desordem autoimune do nosso corpo político e eles nos verão mortos se não os impedirmos. Rigor nas preferências do grupo é considerada racismo. A produção, o comércio e a prosperidade que eles trazem são rotulados como “ganância corporativa” e tributada e regulada no esquecimento. A criação disgênica é incentivada pelo estado de bem-estar, enquanto que o controle da natalidade e o aborto são subsidiados para os responsáveis o suficiente para planejar suas famílias. Longe de evitar a guerra, eles se envolvem em perpétuos conflitos globais, convidando o inimigo para viver entre nós.

Isto não é tolerância, é suicídio.

Então você não tem escolha a não ser entrar na batalha. Você não pode simplesmente ignorar ambos os lados como extremos e levar um pouco de cada um. Essa não é a maneira como isso funciona. Você pode ser um extremista de direita, ou você pode ser um idiota útil para a sabotagem da esquerda na nossa civilização. Você pode escolher para si mesmo, ou a escolha pode ser feita para você, mas a escolha será feita de uma forma ou de outra.

Escolha sabiamente.

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *