O Espírito Santo durante a guerra

Uma população desarmada foi deixada ao vento pelo estado com a greve da PM (Polícia Militar), entidade bélica detentora do monopólio da segurança. Sem segurança os indivíduos imorais causam o caos.

O nome do lugar em que tudo isso está ocorrendo se chama Espírito Santo. Você pode nunca ter escutado nada sobre, mas é só uma colônia explorada e desprezada de Brasília. Eu moro aqui.

Já tivemos inúmeras ocupações em escolas e universidades pelo Brasil em 2016, e agora no Espírito Santo, as ocupações ocorrem em frente aos quartéis da Polícia Militar e são feitas pelos familiares dos policiais.
A reivindicação do protesto é por melhores salários, basicamente.
A greve não é – OFICIALMENTE – organizada pelos policiais, mas é apresentada como uma espécie de greve forçada: a multidão de familiares se fincou em frente ao quartel e então os policiais estão impedidos de sair. Por mais bizarro que isso possa parecer e por mais esfarrapada que seja essa desculpa, vendo os vídeos dos policiais “tentando” sair você verá que a palhaçada é mais banal ainda. Uma bela de uma desculpa digna de teatro de segunda série foi orquestrada por alguém de QI 300 lá dentro e está convencendo a população toda, pode confiar!
A polícia não quer de maneira nenhuma assumir sua responsabilidade pela paralisação e pelos milhares de assaltos e furtos praticados, talvez centenas de indivíduos feridos e assassinados e milhões de reais de prejuízo para o mercado. NÃO! Eles não querem assumir essa responsabilidade, portanto, colocaram genialmente suas famílias postas CAOTICAMENTE perante os quartéis.
Eu moro muito perto do Quarto Batalhão da Polícia Militar, em Vila Velha. O Batalhão fica na esquina da Rua Santa Apolônia com a Avenida Nossa Senhora da Penha.
Se eu chegar nessa esquina no momento em que estou postando isso, encontrarei uma completa algazarra patética.
Churrasquinho, refrigerante, caixas de som alto – tocando música RUIM -, pula pula pra crianças, cadeiras de praias, grades de cerveja… Sim, a ocupação das famílias dos PM’s se assemelha em VÁRIOS aspectos com algumas ocupações que ocorreram em 2016.
Eu estou tentando dormir direito desde sábado de manhã, quando além dessa algazarra, eles começaram com outros atos incômodos, bestiais e inúteis: panelaço, buzinaço e apitaço. Gritarias, palmas e palavras de ordem também fazem parte do circo.
Que protesto INÚTIL para reivindicar o que eles querem defender!
Se os protestos fossem puramente das famílias insatisfeitas, não vejo qual a dificuldade de ocuparem as frentes de instituições que afetam diretamente os políticos: Câmaras Municipais, Assembleia Legislativa, Casa do Governador, etc… Em nada eles vão conseguir fazendo essa barulho aqui que me impede de dormir desde sábado, EU NÃO POSSO AUMENTAR OS SALÁRIOS DELES, portanto o protesto deles não deveria tirar o meu sono. Eles dizem que se você se coloca contra a PM nesse contexto, você se coloca a favor do governo… Mas ORAS, por qual motivo o protesto deles não está atacando o governo de maneira direta? Eu não estou em nenhum dos dois lados!
A polícia, detentora das armas, poderia tocar o terror (inclusive físico) nos políticos para que eles aumentassem, mas não!
Se eles querem um salário melhor, deviam protestar contra os impostos também.

A polícia não quer assumir. Tá ficando muito feio, muito feio.

Os protestos também não estão atacando o centro do problema.
Não estou falando para tomar algum partido, mas ninguém está refletindo sobre questões como: desarmamento, guerra às drogas, etc. Isso pra não tocar em questões delicadíssimas como separatismo e fim do monopólio estatal na segurança e na justiça.

Abra seus olhos para o que está ocorrendo, vamos questionar TUDO, mas cuidado: seu frágil mundinho será abalado.

Comentários

Comentários

2 Responses to “O Espírito Santo durante a guerra

  • Thank you so much for giving me personally an update on this subject on your web-site.
    Please know that if a completely new post appears or if any
    modifications occur on the current write-up, I would be thinking about reading more and finding out how to make
    good using of those strategies you talk about.

    Thanks for your efforts and consideration of other folks by making this site available.

Trackbacks & Pings

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *